Talmud al HaTalmid - Estudo sobre o Discípulo

01/11/2013 17:26

Talmud al HaTalmid

(Estudo sobre o Discípulo)

תלמוד על התלמיד

 

 

 Nechemyah Ben Yisra’el

e

Tsadok Ben Derech

 

 

Introdução

Atualmente há vários grupos cristãos, judaico-messiânicos e nazarenos que se dizem talmidim (discípulos) de Yeshua HaMashiach. Porém, as práticas e as crenças de tais grupos muitas vezes são divergentes entre si. Então, como identificar quem é e quem não é verdadeiro discípulo de Yeshua? Como distinguir o verdadeiro do falso?

Neste estudo, buscaremos traçar as principais características de um verdadeiro talmid (discípulo) de Yeshua, conforme ensinam os Ketuvim Netsarim (Escritos Nazarenos/“Novo Testamento”).

Aconselhamos que o leitor não leia apressadamente o texto, mas que medite e reflita sobre cada tópico apresentado.

 

I - O que significa o termo “talmid” (discípulo)?

O vocábulo hebraico “talmid” pode ser traduzido, em Língua Portuguesa, como aluno, discípulo ou aprendiz. Porém, esta palavra possui o sentido prático além dos significados apresentados. Como no primeiro século se entendia a palavra “talmid”?

Consoante o texto de Matityahu/Mateus 10:24-25, Yeshua nos ensina que o talmid (discípulo) não é maior que o rabino (professor, mestre) e que o talmid deve ser como o seu rabino. Daí, extrai-se o entendimento de que a palavra “talmid” era entendida não só como alguém que recebe ensinamentos, mas também como aquele que busca ser igual ao seu rabino (professor).

Logo, talmid é aquele que deseja ser igual àquele que o ensina.

 

II - Qual a implicação de ser um talmid?

O talmid deve seguir os ensinamentos de seu rabino (professor), colocando-os como prática de vida:

“A pessoa que afirma permanecer em união com ele [Yeshua HaMashiach] deve conduzir sua vida da mesma forma que ele” (Yochanan Álef/1ª João 2:6).

 

III - O que é necessário para que alguém se torne um talmid de Yeshua HaMashiach? O que Yeshua exigiu para que alguém seja admitido como seu talmid?

Exigiu o Mashiach que o talmid renunciasse a si mesmo (Matityahu/Mateus 16:24).

Ademais, houve exigência no sentido de que o Mashiach estivesse em primeiro lugar na vida de seu talmid:

“Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim” (Matityahu/Mateus 10:37).

“Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.

E qualquer que não levar a sua estaca de execução [mortificação dos desejos carnais], e não vier após mim, não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:26-27).

“Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo”

(Lucas 14:33).

 

Como se percebe, a lição do Mashiach sobre renúncia é clara e fácil de ser entendida, porém, difícil é de ser concretizada no dia a dia. Será a prática do seu ensino que irá distinguir o verdadeiro do falso talmid.

 

IV - Quais são as características (marcas) de um verdadeiro talmid de Yeshua HaMashiach para que o identifiquemos?

Eis, em apertada síntese, as principais características:

a) Ama YHWH acima de todas as coisas e o próximo como a si mesmo (Yochanan Marcus/Marcos 12:28-31);

b) É uma nova criação (Curintayah Bet/2ª Coríntios 5:17);

c) Suas paixões e desejos foram executados (Galutyah/Gálatas 5:24);

d) Morreu para o pecado e vive para Elohim (Ruhomayah/Romanos 6:11);

e) Não vive mais em hostilidade à Torá, mas busca obedecê-la (Ruhomayah/Romanos 2:13);

f) Tem a Ruach HaKodesh (Maassei Shelichim/Atos 5:32; 4:31; e todo o capítulo 2; Galutyah/Gálatas 5:20);

g) Manifesta o fruto da Ruach: amor, alegria, shalom (paz), longanimidade, benignidade, bondade, emuná (fé), mansidão e temperança (Galutyah/Gálatas 5:22);

h) Não anda segundo a carne, mas segundo o que o Espírito deseja (Ruhomayah/Romanos 8:4). Eis as principais obras da carne listadas por Sha’ul (Paulo), porém, que não excluem outras condutas proibidas pela Torá: imoralidade sexual, impureza, idolatria, falta de moderação, inimizades, ira, dissensão, inveja, homicídio, alcoolismo, glutonaria, feitiçaria e outras coisas semelhantes a essas.

i) Não mais vive como gentio (= pagão), sem a Torá (Efessayah/Efésios 2:11);

j) Não está mais “debaixo da Torá” (= vivendo como transgressor da Torá), mas debaixo da graça (Ruhomayah/Romanos 6:14). A expressão “debaixo da Torá” pode significar: i) viver segundo o legalismo, isto é, obedecendo a mandamentos de homens, e não de Elohim; ii) o pensamento incorreto de que o homem pode ser justificado por suas próprias ações, sem depender da graça do ETERNO; iii) viver em transgressão à Torá. Todas estas acepções podem ser aplicadas em Ruhomayah/Romanos 6:14;

k) Busca a purificação (Yochanan Álef/1ª João 3:3);

l) Ama a seu irmão (Yochanan Álef/1ª João 3:14);

m) Não faz acepção de pessoas (Yaakov/Tiago 2:1-2);

n) Crê que Yeshua é YHWH

Texto em aramaico de Curintayah Álef/1ª Coríntios 12:3:

מֵטֻל הָנָא מַודַּע אנָא לכוּן דּלַיתּ אנָשׁ דַּברוּחָא דַּאלָהָא ממַלֵל וָאמַר דַּחרֵם הוּ יֵשׁוּע

וָאפלָא אנָשׁ מֵשׁכַּח למאִמַר

דּמָריָא הוּ יֵשׁוּע אֵלָא אֵן בּרוּחָא דּקוּדשָׁא

Tradução:

“Portanto eu explico para vocês que não existe homem que fala pela Ruach Elohim (Espírito de Elohim), e diga: ‘Yeshua é amaldiçoado!’ E não há homem que possa dizer: ‘YHWH é Yeshua’, senão pela Ruach HaKodesh”.

Texto em aramaico de Colossayah/Colossenses 3:24:

ודַעו דּמֵן מָרַן מקַבּלִיתּוּן פּוּרעָנָא בּיָרתּוּתָא למָריָא גֵּיר משִׁיחָא פָּלחִיתּוּן

Tradução:

 

“Saibam que do Mestre vocês receberão a recompensa da herança, pois servem a YHWH, o Mashiach (Messias)”.

Texto em aramaico de Filipissayah/ Filipenses 2:11:

וכֻל לֵשָׁן נַודֵּא דּמָריָא הו יֵשׁוּע משִׁיחָא לשׁוּבחָא דַּאלָהָא אַבוּהי

Tradução:

“Toda língua confesse que YHWH é Yeshua HaMashiach, para glória de seu Pai Elohim”.

Logo, já que Yeshua é YHWH, quem nega Yeshua está, em verdade, rejeitando o próprio YHWH:

“Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai”

(Yochanan Álef/1ª João João 2:23; leia ainda Devarim/Deuteronômio 18:18).

 

Sobre esta verdade indiscutível, qual seja, que Yeshua é uma emanação de YHWH, leia a série de artigos em:

http://www.judaismonazareno.org/yeshua-e-yhwh/

 

V - Quais são os pontos positivos de ser um talmid de Yeshua?

a) Ter a vida eterna (Yochanan/João 3:16);

b) Ser um representante de YHWH (Lucas 10:16; Curintayah Bet/2ª Coríntios 5:20);

c) Será reputado um tsadik (justo) no Reino de Elohim (Matityahu/Mateus 13:43);

d) Recebe autoridade no mundo espiritual para curar enfermos e expulsar shedim (demônios) (Matityahu/Mateus 10:1);

e) Torna-se um membro do povo de Israel, independentemente da origem genealógica (Ruhomayah/Romanos 11 e Efessayah/Efésios 2);

f) Será ressuscitado no último dia (Yochanan/João 6:44);

g) Receberá sua recompensa na ressurreição dos justos (Lucas 14:14).

 

VI - Quais são os pontos negativos de ser um talmid de Yeshua HaMashiach?

a) Será odiado de todos por seguir o Mashiach (Matityahu/Mateus 10:22), e terá que amar os seus próprios inimigos (Lucas 6:27);

b) Será perseguido (Matityahu/Mateus 5:22);

c) Será difamado e rejeitado pelos homens (Lucas 6:22).

 

VII - Quais são as obrigações de um talmid de Yeshua?

a) Obedecer à Torá como ensinada pelo Mashiach, rejeitando tradições humanas contrárias às Escrituras (Matityahu/Mateus 5:17-19; Yochanan/João 14:15 e 8:31; Yochanan Marcus/Marcos 7:8-9);

b) Ingressar na comunidade do Mashiach, que é o povo de YHWH, por meio da tevilá (imersão/“batismo”) (Matityahu/Mateus 28:19);

c) Esforçar-se ao máximo para viver como Yeshua viveu (Yochanan Álef/1ª João 2:6), ou seja, o talmid deve obedecer à vontade do YHWH, que está consignada nas Escrituras (Matityahu/Mateus 7:21-23 e Yochanan/João 8:55);

d) Fazer outros talmidim (discípulos) para Yeshua, transmitindo-lhes a sua mensagem (Matityahu/Mateus 28:19).

 

Conclusão

Esperamos que este breve estudo sirva de guia e inspiração para todos aqueles que buscam servir ao ETERNO com sinceridade, obedecendo a Torá e testemunhando Yeshua HaMashiach. Ademais, as palavras deste estudo auxiliam a distinguir o verdadeiro talmid do falso, visto que nem todo aquele que se diz talmid verdadeiro o é.

Se alguém se diz talmid (discípulo), mas não apresenta as características estudadas, então, poderá ser chamado de qualquer coisa, menos de talmid de Yeshua HaMashiach.

Voltar