Rabino Issac Lichtenstein fala sobre o "Novo Testamento"

19/06/2016 10:50

 Rabino Ortodoxo Isaac Lichtenstein

 

“Eu pensei que o Novo Testamento fosse impuro, fonte de orgulho, de egoísmo arrogante, de ódio, do pior tipo de violência. Porém, eu o abri, e senti em mim algo especial e maravilhoso tomar posse. Uma glória repentina, uma luz brilhou dentro de minha alma.

Eu olhei para espinhos e colhi rosas; eu descobri pérolas em vez de pedras. Em vez de ódio, amor; em vez de vingança, perdão; em vez de cativeiro, liberdade; em vez de orgulho, humildade, em vez de inimizade, conciliação; em vez de morte, vida, salvação, ressurreição, tesouro celestial”.

 

Rabino húngaro Issac Lichtenstein (1824 a 1908). Rabino ortodoxo que reconheceu Yeshua como Mashiach. Permaneceu como Rabino e pregou Yeshua nas sinagogas por mais de trinta anos. Cria na total compatibilidade entre a B'rit Chadashá (Nova Aliança/"Novo Testamento") e o Tanach ("Antigo Testamento").

   

 

Voltar