PARTE XIII - CONCLUSÃO

24/08/2013 19:39

PARTE XIII

CONCLUSÃO

 

Por Tsadok Ben Derech

 

Em todos os artigos anteriores (Partes I a XII), demonstrou-se que, à luz das Escrituras, Yeshua é YHWH. À guia de conclusão, compendiamos tudo o que foi lecionado de acordo com as seguintes proposições objetivas, todas com espeque nas Escrituras:

1) YHWH é UM (echad), consoante Devarim/Deuteronômio 6:4; Yochanan Marcus/Marcos 12:29;

2) o Pai é YHWH (Bereshit/Gênesis 1:1; Yeshayahu/Isaías 63:16 e 64:7 ou, nas versões cristãs, 64:8);

3) o Filho, Yeshua HaMashiach, é YHWH (Yeshayahu/Isaías 9:5-6 ou, nas versões cristãs, Is 9:6-7; Yochanan/João 1:1-14; textos em aramaico de Filipissayah/Filipenses 2:11, Lucas 2:11; Ma’assei Sh’lichim/Atos 10:36; Curintayah Álef/1ª Coríntios 8:6 e 12:3; Colossayah/Colossenses 3:24; Ruhomayah/Romanos 9:5 e 14:9; Guilyana/Apocalipse 22:20, dentre outros inúmeros textos em aramaico citados ao longo desta obra); 

4) a Ruach HaKodesh é YHWH (Bereshit/Gênesis 1:2; Yeshayahu/Isaías 63:1-11 e Tehilim/Salmos 51:1-11);

5) YHWH é UM e se revela aos homens pelas k’numeh do Pai, do Filho e da Ruach HaKodesh (vide os textos aramaicos de Yochanan/João 5:26 e Ivrim/Hebreus 1:3, bem como Curintayah Beit/2ª Coríntios 13:13). Não são Três Pessoas, mas sim o mesmo YHWH, que é UM, manifestando-se por três k’numeh distintas;

6) Todas as assertivas acima expostas são verdadeiras e têm por fundamento:

6.1) o Tanach, que prevê expressamente a ideia de emanações plurais do ETERNO, inclusive referindo-se ao Pai, à Ruach e ao Filho;

6.2) a B’rit Chadashá em aramaico, visto que afirma com todas as letras que “Yeshua é YHWH” (textos em aramaico de Filipissayah/Filipenses 2:11, Lucas 2:11; Ma’assei Sh’lichim/Atos 10:36; Curintayah Álef/1ª Coríntios 8:6 e 12:3; Colossayah/Colossenses 3:24; Ruhomayah/Romanos 9:5 e 14:9; Guilyana/Apocalipse 22:20, dentre outros);

6.3) os Targumim, já que explicam que a “Palavra (Memra) de YHWH” é o próprio YHWH, inferindo-se daí que Yeshua é uma manifestação do ETERNO, por ser chamado de “a Palavra” (Jo 1:1-14; Ap 19:13);

6.4) o Zohar, o Sefer Ietsirá e o Sefer Bahir, obras fundamentais da Cabalá, que são uníssonos no sentido de que o Ein Sof (Ser Infinito) se apresenta no mundo existente por meio de sefirot, sendo os Três Pilares do ETERNO chamados de Pai, Mãe (Ruach/Espírito) e Filho; estes não são três pessoas, e sim três emanações de YHWH;

6.5) os testemunhos de antigos rabinos, que ratificam as manifestações plurais do ETERNO, inclusive que o “Filho de Yah” é YHWH;

6.6) testemunhos do Cristianismo primitivo, apontando que a concepção de que Yeshua (“Jesus”) é o ETERNO advém do pensamento judaico, e representava, inicialmente, a crença da grande maioria dos crentes no Mashiach, judeus e gentios; somente em momento posterior ingressou a Doutrina da Trindade no seio da nova religião instituída por homens – o Cristianismo;  

7) a Doutrina da Trindade possui origem no paganismo greco-romano e nunca representou a crença original dos primeiros discípulos de Yeshua. Para estes, crer em Três Pessoas significa politeísmo, o que é abominável aos olhos do ETERNO.

8) o conceito de que Yeshua não é YHWH, mas tão somente um ser criado pelo ETERNO e, portanto, inferior a este, tem suas raízes na mitologia pagã, acostumada com o panteão de deuses em que ao lado do “Deus Pai” existe um “Deus Filho”. Pensar em Yeshua como um ser criado, superior aos anjos e inferior a YHWH, equivale a reputá-lo como um “subdeus” ou “semideus”, o que é totalmente estranho ao pensamento israelita do primeiro século. Para os nazarenos, YHWH é UM, e Yeshua é a emanação do ETERNO em carne.

Todas estas doutrinas estão pautadas nas Sagradas Escrituras, porém, infelizmente, muitas pessoas não as enxergam, pois estão deficientes de discernimento espiritual e do autêntico temor a YHWH.

Após a leitura deste estudo, esperamos que o leitor possa orar com sinceridade no coração e buscar a revelação sobrenatural do ETERNO, confirmando a verdade e lançando fora todas as mentiras disseminadas por HaSatan. Que se cumpra a profecia bíblica:

“O segredo de YHWH é para os que o temem...” (Tehilim/Salmos 25:14).

 

Voltar