Malaquias 4:5 defende a reencarnação?

19/06/2017 21:58

Malaquias 4:5 defende a reencarnação?

Por Tsadok Ben Derech

 

Recentemente recebemos as seguintes dúvidas: Será que existe reencarnação? Por que em Malaquias 4:5 Deus fala que ele mesmo enviaria o profeta Elias novamente antes do fim dos tempos? Seria isso a reencarnação? O que dizem os rabinos?

Resposta: Já lecionamos em outro estudo que reencarnação não existe:

www.youtube.com/watch?v=uokwCQc3tV8

Então, como explicar o seguinte texto?

“Eis que eu vos enviarei Eliyahu HaNavi [o profeta Elias], antes que venha o grande e terrível dia de YHWH;

e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição” (Malachi/Malaquias 3:23-24; versões cristãs: Ml 4:5-6).

Ora, o texto acima não afirma que Eliyahu (Elias) reencarnará, mas sim que ele voltará.

Leciona o Rabino Abarbanel que Eliyahu (Elias) será o primeiro a ressuscitar dentre os mortos, e então cumprirá a sua missão de converter o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais. Ou seja, a volta de Eliyahu (Elias) será por meio da ressurreição dos mortos, e não da reencarnação, uma vez que esta doutrina contraria as Escrituras.

Entretanto, outros sábios (Derech Eretz Zuta, capítulo 1) explicam que Eliyahu foi uma das nove pessoas que entraram no Gan Eden com o corpo e a alma juntos, e esta seria a razão pela qual o Rabino Lakish estatui que Eliyahu ainda está vivo corporalmente, já que sua alma não deixou o seu corpo. De acordo com esta segunda opinião rabínica, Eliyahu retornará com este corpo que não morreu, ou seja, isto nada tem que ver com reencarnação.

Uma terceira opinião é exposta pelo Rabino David Kimchi (Radak), no sentido de que Elohim fará descer a alma de Eliyahu do céu e criará um corpo idêntico ao seu original. Cada elemento de Eliyahu virá de sua fonte inicial: o corpo da terra e a alma do céu. Percebe-se mais uma vez que isto não é reencarnação, pois esta pressupõe que uma pessoa volte em outro corpo e sem ter o conhecimento de sua vida passada. Na hipótese aventada por Radak, Eliyahu voltará no mesmo corpo e com total consciência de sua existência passada.

 Mas e a afirmativa de Yeshua no sentido de que Yochanan, o Imersor, seria o “Eliyahu (Elias) que havia de vir”? (Mt 11:44). Quis Yeshua dizer que Yochanan (João) era o próprio Eliyahu (Elias)?

Não! Yeshua se valeu de uma metáfora para dizer o que consta em Lc 1:17, ou seja, que Yochanan (João) vem “no espírito e poder de Eliyahu (Elias)”, isto é, com a mesma autoridade espiritual de Eliyahu. Atente-se para isso caro leitor: Yochanan não é Eliyahu, Yochanan veio com a mesma autoridade espiritual de Eliyahu. É isto que Yeshua quis dizer.

Assim sendo, também não se pode dizer que Yochanan (João) seria a reencarnação de Eliyahu (Elias).

Por fim, vale destacar que os antigos discípulos de Yeshua não criam na reencarnação, como se lê no texto aramaico de Hebreus 9:27:

וַאיכַּנָא דּסִים לַבנַינָשָׁא דַּחדָא זבַן נמוּתוּן ומֵן בָּתַר מַותּהוּן דִּינָא

 “E como está estabelecido aos filhos dos homens que devem morrer em um tempo [oportunidade], e depois de suas mortes há o julgamento [sentença]”.

Dizendo de outro modo: somente existe 1 (uma) vida, e depois todos nós seremos julgados!

 

Voltar