Como guardar o Shabat: perguntas e respostas

21/08/2013 10:36

COMO GUARDAR O SHABAT:

PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

Por Tsadok Ben Derech

 

Em outros estudos, vimos a importância de se guardar o shabat. Agora, daremos dicas práticas de como se guardar o shabat. Não temos a pretensão de esgotar o assunto, mas tão somente de responder a questões básicas, muitas vezes suscitadas por aqueles que se iniciam na fé.

 

Quando começa o shabat?

Resposta: O shabat começa do pôr do sol de sexta-feira e vai até o pôr do sol do sábado. Portanto, o shabat começa na noite de sexta e termina na noite de sábado, logo, os horários do shabat irão variar a cada semana, pois dependem de elementos da natureza. De acordo com a tradição judaica, o shabat se inicia no momento em que, no por do sol de sexta, se torna visível a primeira estrela, encerrando-se no por do sol do sábado, quando se veem três estrelas.

 

Qual o propósito do shabat?

Resposta: O shabat é um dia santificado para que o homem se abstenha do trabalho e das atividades seculares, e consagre aquele dia exclusivamente ao ETERNO. É um dia de comunhão entre o homem e YHWH, e por tal motivo não é um jugo, mas sim um dia especial de culto e adoração, bem como de descanso físico. Conforme dispõe a Torá, o shabat é uma festa semanal, inferindo-se daí que é um dia de alegria, regozijo e felicidade. Foge do propósito do shabat aquele que fica murmurando neste dia, ou torce para que o shabat acabe rapidamente.

Ainda em consonância com a Torá, a guarda do shabat é um sinal da aliança eterna entre YHWH e seu povo.

 

Como devo guardar o shabat?

Resposta: Shabat é dia de culto e de festa, quebrando-se a rotina do dia a dia. Então, antes do shabat, prepare alimentos saborosos típicos de uma importante festa. Ao se reunir em casa com a família e, se possível, com os amigos, todos vocês poderão cantar louvores ao ETERNO; estudar as Escrituras, tanto do Tanach quanto da B’rit Chadashá; orar para exaltar a grandeza e magnificência de YHWH, para agradecer sua bondade e para causas diversas (oração pelos enfermos, pelos necessitados etc); desfrutar de momentos de comunhão com a família e com os amigos, o que inclui refeições saborosas para o dia. Enfim, shabat é dia de culto, ficando livre o discípulo de Yeshua parar adorar o ETERNO em espírito e em verdade, adotando-se atividades que edifiquem e glorifiquem o nome de YHWH. 

 

Posso trabalhar no shabat?

Resposta: A Torá proíbe o trabalho secular no shabat (Dt 5:13-5), pois este é o dia de descanso instituído pelo ETERNO. Porém, existem atividades humanas que são admissíveis, pois protegem valores superiores ao próprio shabat. Assim, um médico pode atender um enfermo no shabat, pois a vida prevalece sobre o shabat. Da mesma forma, se uma nação fosse atacada em um shabat, os militares poderiam promover a defesa neste dia, já que a vida da população prevalece.

Um Professor pode lecionar as Escrituras Sagradas no shabat, pois esta atividade não é secular, e sim religiosa. Por outro lado, seria ilegal o ensino de disciplina secular como, por exemplo, a matemática.

Em suma, em regra, o trabalho secular é proibido no shabat, somente sendo possível o exercício de raras profissões que atendam a valores que sejam superiores ao shabat.

 

E se meu trabalho secular recair no shabat, o que devo fazer?

Resposta: Muitas pessoas trabalham aos sábados, pois ingressaram em empregos antes da conversão. Então, surge um problema: estas pessoas se convertem, mas trabalham em empresas que exigem o serviço no shabat. O que fazer?

De acordo com ordenamento jurídico brasileiro, o trabalhador tem direito a “repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos” (artigo 7º, XV, da Constituição da República de 1988). Ou seja, em regra, o dia de repouso no Brasil é o domingo, porém, é possível que o empregado descanse em outro dia. Então, o convertido pode tentar negociar com o empregador para que descanse no sábado e não no domingo. Muitas pessoas conseguem a alteração de seu dia de descanso quando alegam questão religiosa.

Caso o empregador seja inflexível, exigindo o trabalho no sábado, deve o convertido orar ao ETERNO e pedir sua orientação. Há casos em que YHWH leva o convertido a trabalhar em outra empresa, que tenha flexibilidade quanto ao dia de descanso, possibilitando o cumprimento do mandamento do shabat.

 

Posso ordenar que meus empregados trabalhem no shabat?

Resposta: Não (Dt 5:13-15).

 

Posso cozinhar no shabat?

Resposta: Não, todos os alimentos a serem consumidos no shabat devem ser preparados antes do dia santificado (Ex 16:23).

Desta questão surge outra dúvida: “se já preparei os alimentos na sexta, posso apenas esquentá-los no shabat?” Muitos grupos judaicos entendem que não é lícito aquecer os alimentos, enquanto outros acham possível o mero aquecimento (ex: aquecer a comida no micro-ondas).  Particularmente, não vemos impedimento na utilização de micro-ondas para esquentar a comida.

A vedação ao ato de cozinhar, tal como outras proibições, não tem um caráter absoluto, visto que existem hipóteses em que a restrição deve ceder para proteger valores mais relevantes. Ex: se um mendigo necessita de comida no shabat e você já consumiu o que havia em sua casa, seria lícito preparar alimentos para servi-lo, uma vez que é lícito fazer o bem no shabat, conforme ressaltou Yeshua, além de a misericórdia (chessed) prevalecer sobre o shabat.

 

Posso realizar atividades recreativas que não sejam religiosas?

Resposta: Entendemos que não é lícito praticar esportes (futebol, vôlei etc), jogar videogame ou participar de atividades recreativas não-religiosas (Is 58:13-14). Shabat é dia de cultuar e adorar o ETERNO, abstendo-se de afazeres comuns. Por outro lado, é lícito dançar em expressão de louvor, como fazia o rei David, bem como praticar jogos relativos às Escrituras (exemplo: jogo de memorização de versículos bíblicos). 

 

Posso realizar atividades domésticas no shabat?

Resposta: Não, pois as atividades domésticas (varrer a casa, lavar a louça etc) são consideradas afazeres comuns (Is 58:13-14). E mais: é proibido o exercício de atividade doméstica para que o tempo de adoração e culto ao ETERNO não seja subtraído.

Em situações raríssimas, em que valores superiores estejam em jogo, seria possível a esporádica atividade doméstica. Exemplo: algum necessitado aparece em sua casa no shabat e você quer lhe dar um prato de comida, porém, todos os pratos já estão sujos. Então, seria lícito lavar um prato e lhe oferecer comida. Nesta hipótese, o amor ao próximo prevalece sobre o shabat.

 

Posso fazer compras no shabat?

 Resposta: Não. As Escrituras vedam a atividade comercial no shabat (Ex 16:27; Ne 13:16-18), sendo, pois, proibidas as compras em supermercados, padarias, lojas etc.

Porém, em casos excepcionais, seria possível comprar no shabat com o objetivo de proteger outros mandamentos mais elevados. Exemplo 1: se alguém adoeceu em sua casa repentinamente, seria lícito comprar o remédio adequado na farmácia. Nesta hipótese, a vida e a saúde prevalecem sobre o shabat. Exemplo 2: algum necessitado, passando fome, aparece em sua casa no shabat e você não tem nada a oferecer para ele. Assim, seria possível comprar alimentos para saciar a fome do necessitado, com fundamento no ensino de Yeshua de que “é lícito fazer o bem no shabat” (Mt 12:12).

 

Posso ter relações sexuais no shabat?

Resposta: Sim. As relações sexuais lícitas (dentro do casamento) são fontes de prazer aos cônjuges. Já que o shabat é uma festa e um dia de alegria, o Judaísmo chega até mesmo a recomendar a prática do sexo lícito neste dia.

 

Posso viajar no shabat?

Resposta: Não (Ex 16:29-30), pois a viagem implica em ruptura ao princípio do repouso, e termina por “roubar” um tempo precioso de adoração, louvor e culto ao ETERNO.

Isto não significa que a pessoa deva ficar aprisionada em casa no shabat. Yeshua e seus discípulos se deslocavam para pregar no shabat. Assim, é lícito o deslocamento para ir à congregação, para visitar doentes, para guardar o shabat na casa de familiares ou amigos, para orar, para pregar a Torá e Yeshua, ou seja, são admissíveis os descolamentos que se relacionam com o próprio cumprimento do shabat, ou com a promoção do bem ao próximo. Por outro lado, são proibidas viagens para fins de trabalho secular ou por lazer.   

 

Posso visitar enfermos no shabat?

Resposta: Sim, porquanto é lícito fazer o bem no shabat (Mt 12:12).

 

Posso ajudar os necessitados no shabat?

Resposta: Sim, porquanto é lícito fazer o bem no shabat (Mt 12:12).

 

Estou obrigado a seguir todas as tradições judaicas sobre o shabat?

Resposta: Não. O Judaísmo tradicional inventou muitas proibições no shabat que não estão de acordo com as Escrituras, tratando-se de um verdadeiro jugo antibíblico. Exemplo: os rabinos proíbem que, durante o shabat, a pessoa pegue algum objeto que caiu no chão, que levem a chave de casa no bolso, que cortem papel higiênico (!!!), que apertem o botão do elevador, que acendam a luz de casa, etc etc. São literalmente dezenas e dezenas de regras inventadas por homens e que são incompatíveis com as Escrituras.

Todavia, existem tradições sobre o shabat que se harmonizam com a Bíblia, e que podem ser seguidas. Exemplo: apesar de a Bíblia não falar expressamente sobre o estudo das Escrituras no shabat, existe a tradição de se realizar este estudo, o que é louvável e recomendável.

 

Posso ver televisão no shabat?

Resposta: Shabat é dia de elevação espiritual. Se o convertido assistir a filmes ou programas que edifiquem a fé, não há nenhum problema. Entretanto, devem ser rejeitados filmes ou programas que propaguem valores contrários à Torá, lembrando-se que quase todo o entretenimento moderno é lixo espiritual.

 

Posso usar o computador no shabat?

Resposta: Desde que seja para estudar as Escrituras ou pregar a Palavra on line, ou seja, é lícito o uso do computador em atividades de cunho espiritual.

 

 

Voltar